Em busca dos pequenos prazeres da vida

 

Em busca dos pequenos prazeres da vida

Bom dia leitores nerds. Eu já fiz de tudo neste blog, menos o que eu deveria fazer já que isto e um blog: Falar sobre a minha vida. Bem, eu acho que para tudo existe uma primeira vez não é? Então vamos lá. Eu tive uma insônia incomum durante esta madrugada, acordei as 2 da manhã e estou ligado ate agora. Já perto de amanhecer, eu abri a janela do meu quarto e tive a maravilhosa oportunidade de ver o sol bahiano aparecendo no meio das nuvens. Isso me deu uma linda sensação de estar vivo, coisa que eu não sinto muito.

Foi neste momento filosófico que eu parei pra pensar o quanto desperdiçamos a nossa vida atrás de grandes metas, grandes negócios, grandes paixões. O segredo da felicidade (anotem ai) não e viver uma experiência satisfatória, mas sim tornar qualquer experiência, por menor que ela seja, em uma experiência boa e agradável.

Isso me levou a refletir também sobre este blog e o que eu quero que ele seja no futuro. Eu decidi seguir o conselho do Guilherme Briggs, ele me falou pra não pensar tanto em sucesso, pra não esquecer de ser espontâneo e ser eu mesmo. Existe lição por trás deste conselho que eu acho muito importante. Seja você mesmo que o sucesso vai ser uma conseqüência.

Espero que todos vocês tenham um otimo dia, em especial o meu amigo do Japão, Son Daniel, com quem eu estou falando neste momento. Have a nice day!.

Vida longa e prospera!

Anúncios

Tags: , , , , , ,

2 Respostas to “Em busca dos pequenos prazeres da vida”

  1. Son Says:

    Isso ai faça como eu e pense em Pantsu (calcinhas) rs rs
    abraços e tenha um ótimo dia e para mim uma ótima noite

  2. Phil Says:

    Você está certo sobre o sucesso.

    O sucesso de seu blog não deve vir de esforços artificiais de atraí-lo, fazendo barulho e tentando atrair a atenção, mas simplesmente pelo fato de ser um blog que as pessoas gostam de ler. Para isso, meu conselho é simples: fale do que você conhece, do que você gosta e do que você gosta aprender aos outros.

    Falar só de você pode não ser a melhor solução, porque virará só mais um “eu-blog”, um negócio onde o EGO do autor vale mais do que o próprio conteúdo… Você acabará nós contando até os detalhes mais insignificantes de sua vida, e logo perceberá que perde seus leitores. Muitos caem nisso com o Twitter por exemplo…

    Continue falando de teatro, de design, de tecnologia, de qualquer coisa que lhe interessa, porque você consegue passar isso pros outros…

    Na minha opinião, só dois tipos de blogs sobrevivem: os que informam (e o sucesso é proporcional à quantidade de informação encontrada neles), e os que surpreendem (com histórias, anecdotas, coisas incomuns). O restante cai nas categorias duplicata-do-noticiário e noticias-do-meu-ego… Sem interesse mesmo.

    Continuo te lendo de longe – entre 2 páginas de programação 😉

    Abraços,
    Phil.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: